[ editar artigo]

O uso de dados para investir em novos negócios

O uso de dados para investir em novos negócios

Nós sabemos que um dos maiores desafios de um investidor é saber, de forma clara e objetiva, se a startup que ele está analisando realmente vale o investimento que será (ou pode ser) feito. E quanto e quando esse investimento retornará.

De todos os investidores (iniciantes ou não) que conversamos, os temas que sempre aparecem como grandes problema para essa questão são a subjetividade, o tempo gasto para poder ter dados de forma estruturada e, claro, a qualidade desses dados.

Se você entrar agora e procurar no Google "Como avaliar uma startup", com certeza os resultados passarão dos milhões. Dentro desses, virão resultados do tipo: "Dicas valiosas para..." ; "10 Coisas que você deve saber..." e etc.

Um grande ponto que temos que observar nesse tema é em como transformar este monte de dados, catalogados de diferentes bases, em informação que seja útil para tomadas de decisões cada vez mais assertivas, onde podemos também gerar insights que nos auxiliem à encontrar novos negócios que façam cada vez mais sentido para nossas teses de investimento.

Há uma infinidade de técnicas, dicas e expertises que sugerem os melhores caminhos para o investidor, iniciante ou não, a tomar a decisão de investir em um negócio.

Os principais métodos para avaliação de empresas utilizam conceitos de matemática, contabilidade e finanças, o que nos faz ter a percepção de que são totalmente quantitativos e que basta penas números para calcularmos os valores.

Entretanto, este é apenas mais um mito, pois apesar de a maioria dos modelos serem quantitativos, as decisões de investimentos podem ser em grande parte qualitativas e, principalmente, relacionadas aos riscos envolvidos no seu desenvolvimento.

O trabalho do investidor, nesse sentido, começa a partir da prospecção de startups e novos negócios diferentes, além da definição de parâmetros e critérios claros e objetivos de análise.

Existe uma lista imensa de critérios e parâmetros que são importantes ao analisar um novo negócio e cada investidor usa seu conhecimento e critérios próprios para definir o que é melhor e mais se encaixa na busca. Criando assim uma “primeira versão” de uma tese de investimento (também existem muitas plataformas e sites que auxiliam nesse processo).

Para auxiliar esse universo de inovação (tanto os empreendedores, quanto os investidores) existe a Z1, uma plataforma que auxilia quem investe em inovação a encontrar novos negócios, escolher os que mais se adequam às suas necessidades e, também, a fazer a gestão desse portfólio de investimentos em startups, ajudando a reduzirem o risco e aumentar o retorno dos investimentos realizados.

Para que todo esse processo seja possível, a Z1 desenvolveu um processo completo de coleta e análise de dados, de empreendedores e startups em todos os momentos e estágios de vida desses novos negócios, para que os investidores consigam fazer todas as análises necessárias para a tomada de decisão.

Dentro desse fluxo a coleta de dados, começa logo no surgimento de um novo negócio, pois a Z1 criou um fluxo de desenvolvimento de novos negócios, chamado originn.biz, onde um empreendedor que não sabe como criar sua startup consegue, seguindo um passo a passo, cumprindo atividades e tarefas para que ele consiga criar uma empresa com mais chances de sucesso.

Passado esse estágio de criação e desenvolvimento de novos negócios, essa startup estará pronta para fazer negócios e conhecer investidores. Nesse momento, ela poderá enriquecer seu cadastro, na Z1hub, com dados de tração do seu negócio, sejam eles financeiros, marketing, etc. Uma grande vantagem para o empreendedor é poder ter uma visão 360º do seu negócio, com todos os seus dados consolidados em um report único, com uma página personalizada para o negócio dele.

São informações sobre o negócio, sobre a solução proposta, o mercado que se pretende atender, o time que está desenvolvendo essa solução (fundadores, mentores, investidores, funcionários…), dados de finanças, de tração e estratégicos. Tudo isso consolidado em uma página única.

Junto com isso, a Z1 pretende agregar informações que facilitem o comparativo de novos negócios, como reports de tecnologia, inovação, negócios nacionais e internacionais e dados sobre o perfil dos empreendedores. Consolidadas todas essas informações, os investidores poderão criar teses de investimento e seleção com análises e parâmetros diversos, personalizáveis e estabelecendo KPI's para cada tese.

Assim a Z1 poderá ter mais informações e gerar insights realmente valiosos para esses investidores, reduzindo o risco e aumentando o retorno de seus investimentos realizados através da plataforma.

Dessa forma a plataforma da Z1, abrange todo o processo de criação e investimento de novos negócios/ startups. Desde o desenvolvimento de novos negócios, passando pela curadoria, seleção, investimento e gestão desse portfólio. Por um lado, auxilia o empreendedor à enxergar sua startup e suas métricas de maneira mais clara. Do outro, permite ao investidor acessar esses dados de maneira estruturada, convertendo esses dados em informações e relacionando-os com diversos modelos de avaliações e métricas avaliativas.

Informações assertivas por si só não levam à tomada de decisão, como diria Sêneca, “Não existe vento favorável a quem não sabe onde deseja ir.”

Estar relacionado ao setor que deseja investir ou mesmo ser algo de que você entenda ou goste, além de conhecer o suficiente do meio empreendedor e do ecossistema de startups, vai fazer com que essas informações se convertam em mais assertividade na tomada de decisão em futuras conexões e investimentos.

Não temos dúvidas da complexidade e questionamentos que esse tema (investimento em novos negócios) possui, por isso as informações tem que ser atualizadas constantemente e mais dados tem que ser agregados, para reduzir cada vez mais a subjetividade das tomadas de decisões. 

**Quando falamos investidores estamos falando de todas as “pessoas” que investem recursos (de qualquer tipo) em novos negócios, sejam elas empresas, investidores, fundos de investimento, grupos de investidores, universidades, etc.

 

No Medium tem um artigo fazendo uma analise bastante interessante sobre como as plataformas estão mudando esse ecossistema de inovação. Clique aqui.

The Business Change
Kleber Bastos Gomes Junior
Kleber Bastos Gomes Junior Seguir

Co-fundador da Z1, uma startup de análise de dados para quem investe em inovação! https://www.z1hub.com

Ler conteúdo completo
Indicados para você