[ editar artigo]

6 dicas para uma transformação digital bem-sucedida

6 dicas para uma transformação digital bem-sucedida

Como ter uma transformação digital bem sucedida?

1) A tecnologia, sozinha, não transforma

De repente, as empresas reconhecem, muitas vezes tarde demais, que as plataformas de tecnologia nas quais gastaram muito dinheiro estão se tornando rapidamente obsoletas. Inevitavelmente, as empresas se concentram na tecnologia, mas a tecnologia, sozinha, não faz o mundo girar, as pessoas fazem.

O termo "pessoas" aqui é propositadamente amplo. Refere-se às pessoas de ambos os lados da moeda: aqueles que fornecem a nova tecnologia e aqueles que a utilizam.

No final, a transformação digital é apenas uma metáfora sofisticada para abraçar a mudança no comportamento das pessoas em relação ao digital, sejam elas consumidores ou colaboradores.

Se seus clientes não encontrarem, interagirem, comprarem ou se comunicarem com você digitalmente, você estará fadado ao fracasso. Se o seu produto não for utilizável - por pessoas reais -, não importa o que a sua nova plataforma tecnológica faz, você perderá dinheiro.

2) Tenha um evangelista na sua equipe

Projetos de transformação sem essa figura não funcionam. Para ter uma transformação de sucesso, você precisará de alguém que tenha não só a visão, mas também determinação para fazer com que o projeto aconteça.

Essa pessoa (ou pessoas) precisa de suporte para determinar a meta de negócios, sem sacrificar as necessidades do usuário no processo.

Escolha seu evangelista sabiamente. Encontre alguém para liderar que realmente seja digital. Isso parece muito mais fácil do que de fato é.

3) O risco é parte inerente do processo de mudança 

Embarcar de cabeça em uma estratégia de transformação sem o apetite e a capacidade de correr riscos é como correr uma maratona sem tênis. Você pode fazer isso, mas por que faria?

O risco é parte inerente da mudança. Você precisa tentar coisas novas e estar aberto a novos métodos e abordagens. Você precisa saber que nem todas as alterações funcionarão, mas algumas funcionarão. A incapacidade de gerenciar ou aceitar riscos só resultará em projetos incompletos, uma vez que as partes interessadas estão relutantes a tentar algo novo.

4) A alfabetização digital é uma obrigação

É preciso ter uma compreensão mais profunda das metodologias, técnicas e estratégias necessárias ao lidar com um produto ou serviço digital e como elas funcionam em um contexto de negócios. Saber o que o digital pode e o que não pode fazer é fundamental para garantir uma estratégia de transformação bem-sucedida em qualquer empresa.

Um ótimo exemplo aqui é o agile. Apesar de essa palavra ser amplamente utilizada em grandes organizações, ela é raramente aplicada de forma correta. Convenhamos, ter um stand-up meeting uma vez por dia não significa que a sua organização é ágil.

Para se tornar ágil, é preciso de tempo e oxigênio. A abordagem deve vir de cima para baixo e de baixo para cima, ou seja, os executivos seniores precisam estar tão apegados à ideia quanto o restante da equipe. Agile é uma mentalidade, deve ser parte da cultura da empresa.

5) Aposte na maturidade do design

O design na maioria das grandes organizações (aquelas que provavelmente estão passando por mudanças em direção ao digital) é o tokenismo.

A transformação digital é como um iceberg. 90% do projeto são sistemas de back-end, plataformas. Mas os 10% restantes fazem todo esse esforço valer a pena. Esses 10% compreendem a camada onde os clientes se encontram e interagem com sua empresa. 

Se você considera o design como a necessidade de ter uma aparência agradável, melhor repensar a sua visão. Design é sobre solução de problemas. Trata-se de reformular os problemas e desafios enfrentados por uma organização e aliviá-los por meio de métodos de design thinking. Embora poucas organizações estejam 100% maduras em termos de design, aquelas que estão se esforçando para isso - juntamente com a transformação digital - receberão recompensas.

6) Transformação Contínua

Projetos de transformação em larga escala incluem partes interessadas, requisitos técnicos, integradores de sistemas e muito mais. Essa cacofonia de vozes e agendas muitas vezes pode impedir o progresso, ao invés de impulsionar a transformação.

Bem na verdade, as empresas nunca serão verdadeiramente transformadas. Elas estão, e devem estar, em constante evolução, elas devem se ajustar continuamente à mudança de comportamentos.

Isso significa transformação contínua. É exatamente para isso que o ágil foi feito; mais um motivo para considerar o ágil como uma metodologia para toda a empresa, em vez de se limitar apenas à área de desenvolvimento.

A transformação digital é difícil, leva tempo e custa dinheiro. Então, por que desperdiçar esse investimento usando atalhos ou abordando-a da maneira errada?

The Business Change
Giovanna Zeny
Giovanna Zeny Seguir

“Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades. Muda-se o ser, muda-se a confiança; Todo o mundo é composto de mudança, Tomando sempre novas qualidades” Luís Vaz de Camões

Ler matéria completa
Indicados para você