[ editar artigo]

O que é intraempreendedorismo?

O que é intraempreendedorismo?

Intraempreendedorismo significa agir como empreendedor, criar novos negócios, dentro de empresas já estabelecidas. Às vezes, esse negócio se torna um novo departamento, ou até mesmo um spin-off. É um processo de iniciativa empreendedora e inovação dentro de grandes organizações, capaz de capturar a criatividade e o entusiasmo do empreendedorismo, porém com mais recursos e menos riscos inerentes ao processo de criação de novos negócios. 

O processo de Inovação Corporativa

Corporate Innovation deve ocorrer em toda a empresa, perpassando os mais diversos sistemas, estruturas e a cultura empresarial, ao invés de esperar que ele flua simplesmente de alguns indivíduos que operam dentro das estruturas existentes. Para que o processo de fato ocorra, é essencial ter um planejamento, que profissionalize e institucionalize a inovação. A área de inovação, no entanto, não pode ficar totalmente isolada do resto da empresa, ao se desconectarem do sistema macro tendem a limitar suas possibilidades de sucesso. Inovações disruptivas exigem uma abordagem holística em toda a organização.

VEJA TAMBÉM: Entrevista com a BOSCH sobre Intraempreendedorismo na prática 

Inovação

A inovação deve ser uma função permanente, assim como a contabilidade, operações, vendas e finanças. Você consegue pensar em uma grande empresa sem o departamento de marketing? Imagino que não, pois é, mas há menos de 50 anos o marketing como função comercial, profissão e departamento não existia. É a mesma lógica para inovação. Para que empresas sejam capazes de inovar, elas precisam de profissionais de inovação dedicados para realizar as funções de descoberta, desenvolvimento, experimentação, aceleração, etc. E toda a estrutura organizacional deve estar alinhada com os objetivos de inovação da empresa.

O caminho da inovação

Começa no topo com o apoio da liderança, de uma cultura de inovação e de uma estrutura organizacional inclusiva com interfaces entre diferentes partes da empresa. Incorpora os processos e ferramentas e métricas e recompensas necessárias para ciclos de inovação que levam mais tempo do que a inovação incremental de produtos.

 

Tudo isso, até chegar nos indivíduos, o ativo de inovação mais importante de uma empresa. As habilidades e talentos das diferentes pessoas dentro e fora da organização são essenciais e devem extrapolar as funções tradicionais de P&D ou desenvolvimento de novos produtos. Apesar de a iniciativa individual ser muito importante dentro de grandes empresas, nenhum indivíduo, por mais brilhante que seja, pode levar uma inovação que muda completamente o curso de uma empresa sozinho. Pelo contrário, muitas vezes, ações isoladas somadas a falta de comprometimento da equipe que faz com que as inovações morram antes mesmo de serem lançadas. Contratar algumas pessoas talentosas e esperar o melhor, sem mudar nada da sua organização, não vai atrapalhar, mas, provavelmente não ajudará.

As empresas que estão ameaçadas por novas ideias, que protegem o status quo de suas organizações, perderão as pessoas empreendedoras que trabalham para elas e acabarão por tornarem-se obsoletas. Quanto mais os funcionários possam se expressar, mais a empresa é confrontada com sua eficácia. Se a organização é favorável, o intraempreendedor é bem-sucedido, assim como a empresa. Quando a organização não dá apoio, ambos falham.

Exemplo Google 

O exemplo do Google de inovação é muito interessante, a estratégia de 70,20,10 é justamente o estabelecimento de um processo par a criação da inovação. 

Esse é um exemplo, não precisa ser a sua estratégia. Porém, uma coisa é verdade, empresas de sucesso contam com mecanismos próprios de inovação, elas entendem como encontrar, desenvolver e reter intraempreendedores. Além disso, promovem e nutrem um ambiente de experimentação dentro de da sua grande estrutura organizacional, desburocratizam suas estruturas, compartilham ideias e inovacoes com outras empresas – grandes ou pequenas – para transformar seus negócios.

Transformação de negócios

The Business Change
Giovanna Zeny
Giovanna Zeny Seguir

Head of Business Transformation na HAG. Mestranda em Adm pela UFPR, com ênfase em Inovação Aberta e Corporate Venture Capital. Alumni da European Innovation Academy e Alumni da Fundação Alexander von Humboldt, Alemanha.

Ler conteúdo completo
Indicados para você