[ editar artigo]

Por onde iniciar a inovação tecnológica?

Por onde iniciar a inovação tecnológica?

Você já se fez esta pergunta: “Estamos preparados para a inovação tecnológica?”

Se você responder, sim! Eu te pergunto novamente, tem certeza? Em meus vinte e um anos de carreira, tenho acompanhado diversas implantações de sistemas como também desenvolvimento e melhoria de TI, tanto em empresas públicas como privadas. Indiferente do setor e área de atuação, todas as corporações passam pelo mesmo problema: toda a mudança gera e muita resistência.

As empresas são feitas de pessoas e com todo ser humano existe o medo do desconhecido ou então pela terceira lei de Newton "a inércia", pois não querem mudar sua rotina já há tanto tempo estabilizada. Isto faz com que a adoção de novas tecnologias seja traumática e desgastante. Isso é um capítulo que já deveria ter sido extinto do mapa de riscos quando se pensa em inovação em uma corporação.

Existem diversas técnicas para realizar a imersão dos membros e esses se sentirem parte do processo de inovação, porém os envolvidos precisam entender que não existe mais tempo para resistência. Quem resiste não compete e quem não compete não sobrevive, portanto, é mais que necessário que todos aceitem as inovações não como um concorrente ao seu posto de trabalho, mas algo que vai te impulsionar e manter a corporação competitiva e manter seu posto de trabalho efetivo.

O que as corporações e colaboradores necessitam entender é que inovação tecnológica não é supérflua e sim questão de sobrevivência num mundo cada vez mais digital e imediatista. Se você CEO só consegue ver as cifras do investimento a curto prazo, seu concorrente além de ver a longo prazo consegue ver mais opções de ganho. Então não é o simples fato de estar ligado aos insights, mas não ser o ultimo a aderir uma tecnologia e dizer depois que o investimento não obteve o retorno esperado.  

Por isso, a inovação tecnológica deve primeiro iniciar pelas pessoas, enxergar que inovar é tão necessário como executar as atividades do dia a dia. Também estar ciente que a força da inovação vem de fora para dentro pois o mercado exige cada vez mais praticidade, velocidade e precisão. Portanto, estar na vanguarda deixa de ser um diferencial, pois se não estiver aonde o mercado exige que você esteja, perderá cada vez mais seu market share.

Detalhe, não estamos mais falando sobre adotar ou não um ERP, se vale ou não investir em um Data Warehouse ou criar um website, as corporações hoje já nascem com tudo isto, estamos falando de novos canais de relacionamento com seus clientes, automação e inteligência artificial. Logo, essas tecnologias serão tão básicas como as mencionadas anteriormente e farão parte do dia a dia das empresas.

Então, olhe para dentro da sua corporação e perceba que não é mais momento de ter medo do novo e nem de evitar a mudança, é sim momento de ver como melhor tirar proveito de tudo o que está vindo para auxiliar.

Transformação de negócios

The Business Change
David Salomão Duarte
David Salomão Duarte Seguir

Analista de TI, empreendedor, especialista em infraestrutura SAP, entusiasta em inovação, gestão e comportamento organizacional.

Ler conteúdo completo
Indicados para você